Com uma demanda anual de 7,6 milhões de toneladas de milho, Santa Catarina busca alternativas para reduzir o déficit de grãos e abastecer a cadeia produtiva de carnes e leite.

Em 2022, a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural pretende investir R$ 10 milhões no incentivo ao cultivo de cereais de inverno com foco na produção de ração e de silagem para produção animal.

O grande esforço de Santa Catarina para aumentar o cultivo de cereais de inverno se dá pelo imenso consumo de milho da cadeia produtiva de carnes e leite.

Este ano, as estimativas do Centro de Socioeconômica e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa) apontam para um novo aumento no déficit de grãos – o consumo de milho para ração deve ser ampliado em 3%. Enquanto isso, lavouras do estado sofrem com a estiagem prolongada e a produção catarinense pode girar em torno de 1,57 milhão de toneladas.

Fonte: https://www.canalrural.com.br/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui