Durante a operação, realizada entre 18 e 20 de maio, foram fiscalizadas cerca de 50 bombas de abastecimento. O Ipem-PR reprovou dois bicos de bombas de combustíveis, sendo que um deles foi por vazamento e outro com erro de volume, que entregava menos combustível ao consumidor.

Imagem: Radio Estilo FM

Os equipamentos foram interditados e as empresas autuadas. Elas responderão processo administrativo, com multas que podem variar de R$ 100,00 a R$ 1,5 milhão. A Receita Estadual notificou três postos de combustíveis por inconsistências de informação no volume comercializado e emitiu autos de infração por irregularidades formais. Ainda estão sendo verificadas, por parte do fisco, algumas questões de ordem fiscal relativas ao diesel (S10 e S500), etanol e gasolina (comum e aditivada) dos estabelecimentos fiscalizados.

(Fonte: Radio Estilo FM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui