O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) cumpre mandados de busca e apreensão em dois casos distintos nesta terça (6).

Na primeira operação, a ‘Pactum’, são 19 mandados de busca e apreensão. Assim, envolve Ponta Grossa, Palmeira, Lapa, Curitiba, Guaratuba e Balneário Camboriú (SC).

De acordo com o Gaeco, entre os investigados está o vereador Celso Cieslak (PTB), de Ponta Grossa. Por isso, ele encontra-se afastado judicialmente das funções até a conclusão das investigações. Conforme a ‘Pactum’, o Gaeco investiga a existência de organização criminosa. A ‘quadrilha’ é composta por agentes políticos, servidores públicos e empresários.

Os crimes envolvem fraude em licitações, tráfico de influência, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. Essa investigação resulta de declarações feitas por um vereador à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), em 2022. A CPI investigava o sistema de saúde em Ponta Grossa.

De acordo com o depoimento, outro vereador teria oferecido propina para que este alterasse detalhes no relatório da CPI. Além disso, também teria mencionado um esquema de propina envolvendo licitações para a compra de livros por diversas prefeituras e câmaras municipais, inclusive nos estados de Santa Catarina e São Paulo.

Em outro caso, o Gaeco também cumpre 10 mandados de busca e apreensão em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. De acordo com o Grupo, o alvo é o prefeito Hissam Hussein Dehaini. Policiais foram à casa e ao gabinete dele na prefeitura. Conforme a operação, o presidente da Câmara de Vereadores, Ben Hur Custódio de Oliveira (Cidadania) também encontra-se sob suspeição.

O Gaeco também cumpre mandados em Curitiba. Trata-se da Operação Scambio e encontra-se sob sigilo de justiça. Dessa forma, os promotores do Gaeco estão em busca de documentos, celulares, computadores. O foco é o casamento do prefeito com uma adolescente de 16 anos e a contratação da mãe e de uma tia dela como secretárias municipais.

Fonte: Portal RSN /Portal Candói,

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui