Um novo registro de caso suspeito de dengue foi apresentado na 5ª Regional de Saúde, com sede em Guarapuava, em Foz do Jordão. Desse modo, passando para 78 notificações. Entretanto, ainda sem novas confirmações, a regional continua com nove resultados positivos para a doença. Então, a taxa de incidência é de menos de 1%. Isso porque, entre 455.880 mil pessoas, apenas nove se infectaram.

Prudentópolis segue como o município com maior número de notificações, com 25 suspeitas. E, é seguido por Guarapuava com 15. Os municípios com casos confirmados são Cantagalo, Guarapuava, Laranjal, Pitanga, Prudentópolis e Rio Bonito do Iguaçu. Laranjal possui o maior número de pacientes infectados com dengue, ou seja, três pessoas contraíram a doença. Assim, a nova suspeita ocorreu em Foz do Jordão, que no boletim epidemiológico da dengue da semana passada tinha duas notificações e agora apresenta três.

Cantagalo recebeu cinco notificações e Pinhão quatro. Boa Ventura de São Roque tem cinco casos suspeitos. Já os municípios de Laranjal, Laranjeiras do Sul, Pitanga, Rio Bonito do Iguaçu e Virmond tem três. Além disso, Marquinho e Palmital já registraram duas suspeitas da doença. Por fim, Nova Laranjeiras e Reserva do Iguaçu possuem um caso de cada.

O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, ressalta a necessidade da eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti.

“Com a pandemia da covid-19, as pessoas estão passando a maior parte do tempo em casa. Já sabemos que 90% dos focos estão nos domicílios. A melhor forma de acabar com a transmissão é a retirada mecânica destes focos. Então, convocamos a todos para esse combate”

DENGUE NO PARANÁ

“O boletim da dengue divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde nessa terça (25) confirma uma nova morte. Agora, são 23 mortes neste período epidemiológico, iniciado em agosto de 2020. Os dados totalizam 18.735 casos confirmados, sendo 2.056 a mais que na semana anterior.

No total, 359 municípios registraram pessoas com dengue. Isso representa 90% das cidades paranaenses.

Fonte: portalrsn.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui