Na noite desta quinta-feira (01), por volta das 21 horas, a vice-presidente da Argentina Cristina Kirchner, sofreu uma tentativa de assassinato no centro de Buenos-Aires enquanto acenava para apoiadores. Conforme o ministro da Segurança, Aníbal Fernández, o agressor, identificado como Fernando Andrés Sabag Montiel, seria um homem de 35 anos, com naturalidade brasileira.

 O atentado aconteceu quando Kirchner, que também é presidente do Senado argentino, acenava para apoiadores na frente de sua casa, no bairro da Recoleta, um dos mais movimentados da capital, especialmente por manifestantes e apoiadores de Cristina que é acusada por associação criminosa e improbidade administrativa. 

 A arma de calibre 38, utilizada por Fernando, estava carregada com cinco balas, mas por motivo desconhecido falhou na hora do disparo e a vice-presidente não foi ferida. No momento da tentativa de assassinato, o homem levanta a mão esquerda, que está com a arma, e tenta atirar.  A Polícia Federal argentina, que estava cuidando da segurança de Cristina, o deteve rapidamente. “Agora a situação tem que ser analisada pelo nosso pessoal da (polícia) Científica para avaliar os rastros e a capacidade e disposição que essa pessoa tinha”, disse Aníbal Fernández.  Fonte Correio do Povo #Portal Candói.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui